You are currently viewing 11 dicas de prevenção de perdas em supermercados
  • Reading time:20 mins read

11 dicas de prevenção de perdas em supermercados

Você sabe o que são consideradas as perdas em supermercados?

Não, não tem nenhuma relação com os achados e perdidos, essa questão vai de acordo com o funcionamento dos supermercados.

Onde o cumprimento desse tipo de tarefa ajuda bastante na organização do negócio.

Evitando quebras operacionais, erros de inventários, furtos internos, externos, e algumas outras avarias.

E isso está relacionado a diversas áreas do supermercado como o controle de estoque, a reposição de prateleiras e a atuação nos caixas.

Para modificar o cenário e melhorar neste aspecto, algumas mudanças são precisas.

Para que isso ocorra, os gerentes dependem muito da colaboração de seus funcionários.

Neste artigo vamos falar um pouco sobre o que se trata e te dar 11 dicas de prevenção.

Te desejamos uma ótima leitura!

supermercado

1.  Planejamento completo

Quando falamos que um gestor de supermercado deve ficar esperto com a prevenção de perdas, começamos falando sobre o seu planejamento. 

Em outros materiais abordamos a respeito da rotina eficiente e do layout de seu supermercado. 

E somado a esses assuntos não poderíamos deixar de abordar as perdas e demais prejuízos

Isso deve ser pensado quando o assunto é a modificação da sua cultura de trabalho. 

Por causa disso, antes de modificar algo, estude o seu planejamento. 

Pois, só assim, um gerente consegue identificar em qual área ocorrem as maiores perdas. 

Após a identificação, fica mais fácil remanejar funcionários de lugar e mexer no seu desenho original.

Tornando o ambiente mais preparado para lidar com possíveis dores de cabeça que surgem por meio dessas questões:

  • Produtos que não são pagos 
  • Produtos com a validade vencida 
  • Violação da embalagem 
  • Quebras 
  • Perdas 
  • Furtos na loja 
  • Desvio de mercadoria no estoque 

Esses tópicos são os responsáveis por guiar os estudos e o planejamento de um supermercado na hora de tentar solucionar a prevenção de perdas. 

Pois, motivos como esses, geram cerca de 1,79% do prejuízo de um supermercado no ano.

É o que dizem os estudos da ABRAS, Associação Brasileira de Supermercados. 

E para começar a agir em relação a essas perdas, um trajeto pode ser seguido, veja nos próximos tópicos. 

Treinamento de funcionários para prevenção de perdas em supermercados

2. Treinamentos de funcionários

Um ambiente com funcionários bem instruídos funciona muito melhor.

Por causa disso, ao mudar a cultura de funcionamento de seu supermercado, comunique aos funcionários o que está sendo feito.

As informações passadas por gestores tendem a movimentar o ambiente interno, que posteriormente deve passar por treinamentos.

Mas aí você deve estar se perguntando o porquê de realizar treinamentos ao invés de tentar solucionar tudo na base do diálogo?

Nós te respondemos, os treinamentos são necessários porque muitas mudanças devem ocorrer, desde a chegada das mercadorias até a sua saída.

Tudo passará por um controle um pouco mais intenso, para que os maiores prejuízos possam ser evitados.

Com isso, ocorre a mudança de funcionários do setor, a implementação de novas práticas e a adesão de novas ferramentas de trabalho.

Que só serão possíveis com base no alinhamento de ideias dos funcionários.

Porque a prevenção de perdas em um supermercado, dependendo de como ele costuma funcionar, causa uma revolução interna.

Por isso se faz necessário realizar treinamentos que possam abranger todos os setores do supermercado.

3. Segurança e monitoramento

Em conjunto com os treinamentos dos funcionários existe a necessidade de melhoria da segurança.

Fazer um bom monitoramento evita com que as perdas ocorram, sejam elas pelos mais variados motivos.

Adicionando fiscais de segurança e câmeras pelos corredores, estoque e outras dependências, o controle passa a ser muito maior.

Além disso, com boas instruções, na base do diálogo e sem abusar da força, os seguranças evitam roubos ainda maiores.

Quando o assunto é a prevenção do ambiente isso faz total sentido, não é mesmo?

Por isso, leve em consideração a contratação de serviços como os que foram citados acima e veja resultados com o passar do tempo.

Uma boa segurança tranquiliza o cliente, o que é benéfico para os seus lucros e rendimentos.

Um monitoramento bem feito identifica possíveis furtos dos próprios funcionários.

E a soma de ambos faz do supermercado um lugar muito melhor para se comprar.

4. Organização do estoque

Já que falamos sobre a cobertura do estoque com a ajuda de câmeras, nada mais justo que falar da sua organização.

Para mudar a cultura de um supermercado é interessante pensar no aproveitamento dos produtos.

Com isso, os funcionários que organizam o estoque passam a ter mais controle do que chega.

Alocando tudo de maneira lógica, já pensando em facilitar o seu transporte para dentro do supermercado.

Dando prioridade aos produtos que têm a sua validade em datas mais próximas, para que o fluxo seja linear.

Um fluxo bem organizado não deixa o estoque vazio e nem muito menos cheio, ele opera sempre de maneira ordenada, sem causar dores de cabeça.

Evitando assim, as perdas que falamos desde o começo deste texto.

Por causa disso, as operações nos estoques têm sofrido modificações com o passar do tempo, pensando em tornar toda a movimentação mais eficaz.

Com isso, os supermercados têm aderido a utilização de novas ferramentas tecnológicas.

Ferramentas que agem nos quatro passos a seguir:

  • Recebimento
  • Registro
  • Posicionamento
  • Reposição de produtos

Os registros voltados para cada etapa podem ser feitos em ferramentas como os aplicativos de checklists digitais.

Qualidade dos fornecedores de supermercados

5. Fiscalização da qualidade dos fornecedores

Os produtos que chegam para o seu estoque são provenientes de algum lugar específico.

Por causa disso, é aconselhável ficar de olho nos seus fornecedores.

A fim de evitar perdas com novas mercadorias, o foco deve ser sempre a qualidade que os produtos chegam ao seu negócio.

Por isso, pense no encurtamento da relação com quem abastece o seu supermercado.

Entenda melhor como funciona o processo de estocagem dos produtos.

Como cuidam da manipulação dos produtos que chegam até você.

E fique atento com a maneira como cuidam do transporte de frutas, legumes e verduras, tão importantes para a sua horta. 

Tudo isso faz a diferença na hora que chega ao seu estoque.

E principalmente na hora que são colocados nas gôndolas e prateleiras.

Isso pode ser percebido através do consumo de seus clientes, que irão aprovar ou não o que vem dos fornecedores.

A partir do termômetro gerado com os seus clientes, faça alterações se preciso for.

Nunca deixe que um fornecedor que te entrega um serviço ruim afete o seu movimento.

6. Melhorias nas trocas de mercadorias

Todo supermercado que se preze deve pensar na melhor forma de atender os seus clientes.

Por causa disso, devem ser feitas melhorias no processo de troca das mercadorias.

Trazendo mais rapidez para o processo, com base nas informações do estoque e de outros setores que falaremos adiante.

Ao estudar o seu planejamento e movimento do negócio, preocupe-se com a quantidade de pessoas que executam trocas diariamente.

Com base nisso, você deve analisar a origem de cada ocorrência.

Os produtos com qualidade inferior advindos dos fornecedores podem ser o causador de dores de cabeça durante o dia a dia.

Fato este que acaba influenciando diretamente na troca de mercadorias.

Além do que vem de fora, o controle interno é necessário para evitar perdas por meio das trocas.

Cuidado com a data de validade, com a embalagem e outros quesitos são fundamentais para aliviar o fluxo que ocorre no caixa das trocas.

Aprimorando o trabalho de quem faz as trocas, com mais rapidez e competência, muitos problemas ficam para trás.

Código de barras em supermercados

7. Atenção com os códigos de barras

Os códigos de barras podem ser um problema para a operação do dia a dia.

Tanto para os funcionários que ficam no estoque, os repositores de prateleiras até os atendentes dos caixas. 

Quando não atualizado ou cadastrado de forma errada, isso pode causar problemas maiores na hora das compras dos clientes. 

Isso pode fazer com que o supermercado perca a venda daquele produto, ou mesmo perca o produto, tendo que descartá-lo.

É necessário ter bastante atenção na hora de fazer o cadastro, de colocar no sistema e na hora de efetuar as vendas.

Isso pode trazer prejuízos para as suas operações, podendo influenciar até no preenchimento de seu estoque.

Fiscalize de perto a troca dos códigos de barras para ter a certeza de que o cliente está comprando o que realmente está registrado.

Nessa etapa, é fundamental deixar a equipe dos caixas em alerta, já cientes do que devem fazer quando encontrarem uma inconformidade.

Agilize a troca de registros para não gerar reclamações e filas extensas pela loja.

8. Atualizações constantes nos inventários

Assim como as trocas dos códigos de barras devem ser fiscalizadas, a atualização dos inventários tem que ser frequente.

Quanto mais rápido for a atualização do sistema, menos problemas ela causa.

Esse processo que também pode ser chamado de inventários cíclicos é fundamental no processo de prevenção de perdas.

Pois dita o ritmo do que está cadastrado nas ferramentas que ajudam a controlar o supermercado.

Sempre alinhando o que está presente em estoque com o que pode ser visto nas prateleiras, sem distinções, com os mesmos preços e demais informações.

Esse controle não evita por completo a perda dos produtos, mas ajuda a identificar os principais motivos que geram desentendimentos.

Se previna para não ter mais preocupações.

Cartoes proprios do supermercado

9. Adesão de cartões próprios

Outro ponto interessante para controle de perdas no supermercado é a adesão de cartões próprios.

Sabemos que nem todo supermercado tem a capacidade de oferecer esse tipo de serviço para o cliente.

Mas aqueles que possuem condições melhores podem começar a pensar nessa alternativa.

Para evitar golpes dos clientes com cartões que alteram o status de pagamento e outras questões similares.

A implementação de cartões próprios estimula os clientes a permanecerem comprando em seu supermercado.

Obtendo assim mais descontos nos produtos e outros benefícios como sorteios de kits, em datas especiais e demais promoções.

Essa ação acaba por fidelizar os clientes e evitar perdas como os furtos pelo uso de outros cartões.

Investir nesse aspecto é um passo muito importante para conseguir ter maior controle na hora de finalizar as compras e toda a movimentação nos caixas.

Crie modalidades como o “cliente plus” e dê passos importantes para atrair cada vez mais pessoas para o seu negócio.

10. Cuidados com o consumo interno

Na grande maioria dos supermercados existem espaços coletivos como cozinhas, banheiros, vestiários e refeitórios para os funcionários.

Esses locais são extremamente dependentes dos produtos que estão disponíveis em sua loja.

Por causa disso, os funcionários que devem passar por um treinamento, devem se atentar para as perdas na hora do consumo.

Produtos que saem do setor de frios e padarias, por exemplo, são presença garantida na hora da alimentação dos funcionários.

Mas se engana quem acha que isso não entra para as contas finais.

O uso destes produtos também deve ser registrado para que se tenha maior controle do que vem sendo consumido.

Este ato faz com que tudo esteja nos conformes, sem impactar intensamente nos estoques e prateleiras.

11. Faça o uso de ferramentas digitais

Nós temos uma boa dica para você que pretende controlar melhor sua prevenção de perdas. 

Em um dos tópicos anteriores falamos sobre a adesão de ferramentas e processos inovadores, digitais. 

E nada melhor do que conhecer um aplicativo de checklists digitais que possa facilitar cada um dos pontos abordados no texto. 

Para isso, o intuito é modificar a organização do local durante a rotina. 

Garantindo mais segurança na operação e evitando fraudes, furtos, falhas e demais problemas com os produtos e funcionários. 

O CHECKBITS, por meio do agendamento de checklists, traz mais controle para os gestores e funcionários que estão sempre recebendo alertas. 

Isso transforma a prevenção de perdas do local em algo mais produtivo e controlado. 

Com dados e atualizações em tempo real, que são gerados através de relatórios. 

Além de serem demonstrados em documentos autorizados. 

Com o CHECKBITS, você consegue além de verificar o que tem sido preenchido, também programa as datas e horas corretas de cada inspeção.

Solicita que os funcionários coloquem evidências através de fotos tiradas na hora.

Além de designar tarefas para os funcionários conferirem inconformidades. 

Tudo isso passando diretamente pelos gerentes, supervisores e donos. 

Através do menu de gestão de tarefas você consegue ver se eles preencheram, se atrasaram ou deixaram de fazer. 

Ainda, sem precisar compilar dados, consegue ver o status geral através dos gráficos e dashboards.

Tudo isso em uma plataforma completa que simplifica os desafios da prevenção de perdas em seu supermercado. 

Quer saber como garantir isso para o seu negócio? Entre em contato com os consultores.

Gostou do que viu neste texto? Confira outros artigos clicando aqui

Nos ajude compartilhando este conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário