You are currently viewing O que não pode faltar em uma checklist de segurança de trabalho?
  • Reading time:15 mins read

O que não pode faltar em uma checklist de segurança de trabalho?

A segurança do trabalho é um dos pilares mais importantes da vida de uma empresa. 

Manter a saúde dos seus funcionários em dia e o bom funcionamento do local são fundamentais para o andar da engrenagem. 

Por causa desses motivos, os checklists são montados para poder acompanhar todo o processo de inspeções e vistorias. 

Tornando o dia a dia no serviço mais organizado e prático. 

Mas a pergunta que não quer calar é: O que não pode faltar em uma checklist de segurança do trabalho? 

Isso nós vamos te contar ao longo desse texto!

Teremos como base o que deve ser levado em consideração, como planejar a rotina e alguns exemplos que deram certo. 

Tudo isso para facilitar a sua compreensão e o seu trabalho. 

Afinal, não falhar e ter segurança, resultam em coisas boas. 

Leia até o final! 

Checklist de segurança
Checklist de segurança do trabalho

O que deve ser levado em consideração?

Alguns itens são sempre levados em consideração quando falamos em segurança do trabalho. 

Não é fácil ter que organizar todo o ambiente e decorar de cabeça o que deve ser feito. 

Por isso, saber o que fazer com máquinas, ferramentas, equipamentos e ambientes é essencial! 

E saber o que fazer, parte da ideia de definir funções, horários e setores. 

Por esse motivo, um planejamento bem estruturado deve ser elaborado. 

Onde normas específicas para as áreas são seguidas visando o bem estar de todos. 

Neste planejamento, gestores, seguranças do trabalho e médicos do trabalho devem se alinhar para pensar no melhor formato. 

Onde tudo será englobado em uma estrutura que beneficie a empresa.

De forma que possa abranger os mais variados setores e profissionais. 

Para que dessa maneira acidentes, doenças e falhas saiam de pauta de vez. 

Portanto, o planejamento deverá antecipar qualquer tipo de transtorno, trazendo mais confiança aos funcionários. 

Identificando logo de cara os riscos que existem nas atividades que vêm sendo exercidas. 

Fazendo com que exista uma comparação do que era feito antes com o que se pretende alcançar após o checklist. 

E para ocorrer essas mudanças, é necessário verificar como funcionam as rotinas dos trabalhadores. 

E ajustar as tarefas dentro de um nível que respeite às normas de segurança é fundamental.

Essas modificações deverão chegar diretamente nos funcionários que precisarão ser obedientes com o que foi planejado. 

Pois, só com ajustes assim, dentro de um planejamento, é viável evitar falhas decorrentes do esquecimento. 

E exatamente por estes motivos que a prioridade de um bom planejamento é a manutenção da organização. 

Sendo tudo ajustado com antecedência e posto em prova com a realização das tarefas. 

Com esses intuitos são criados os checklists para segurança do trabalho. 

Sempre pensando na maior gama de acontecimentos, nos vários setores da empresa.

Como, por exemplo, os listados a seguir: 

  • Agilidade na hora do trabalho: o funcionário estará no tempo previsto da tarefa em execução, fazendo com que seja possível prever todas as etapas do processo;
  • Garantia de um melhor resultado: essa mudança tem como ideia aprimorar processos e equipamentos, visto que eles apresentarão menos falhas por serem revistos e avaliados constantemente;
  • Proteção do colaborador, do espaço de trabalho e da própria empresa: reduzir riscos ocupacionais é a prioridade com essa ideia, sempre propiciando a preservação da integridade física de todos os colaboradores;
  • Geração de dados valiosos para uma melhor gestão dos equipamentos: identificar possíveis necessidades de manutenção já agiliza a produção e transforma o ambiente interno, com mais segurança para todos;
  • Cumprimento das normas de segurança previstas em lei: isso evita multas, despesas trabalhistas, danos para a imagem da empresa e, sobretudo, acidentes de trabalho.

Esses 5 itens dizem respeito às necessidades levadas em consideração quando o assunto é segurança do trabalho.

Dessa forma fica bem evidente que alguns pontos são sempre primordiais para as tarefas do dia a dia.

Como ter Segurança no trabalho

Segurança do trabalho: Como fazer? 

Como fazer é uma grande dúvida de quem inicia o planejamento. 

Por esse motivo é necessário entender o seu negócio primeiro para começar a dar passos mais longos depois.

Assim que se começa o planejamento de um checklist de segurança do trabalho: identificando as suas maiores necessidades. 

Todo Checklist é feito com base em um assunto que pretende ser resolvido. 

Baseado em uma dor de cabeça que já dura muito tempo ou algo que precisa ser solucionado com urgência. 

Por isso, procedimentos são criados visando a prevenção de falhas e acidentes, em conjunto com os profissionais adequados, como falamos anteriormente. 

Dessa forma, não ser detalhista demais em cada item é uma necessidade para iniciar um planejamento. 

Pois, se apegar a pequenos detalhes que fazem pouca diferença, acabam por interferir no andamento da situação, causando lentidão e mais preocupações. 

O checklist para essa área tão importante deve ir direto aos pontos principais. 

Já sabendo o que demanda mais tempo para ser corrigido e o que causa mais risco. 

Claro, este tipo de ação não deve excluir pontos menores, eles só serão solucionados em um outro momento. 

E para a segurança do trabalho deverão ser levados em consideração as mais diversas áreas da empresa.

Se guiando com base no que é mais importante para a saúde coletiva da indústria.

E a partir daí, o pensamento é voltado para solucionar dores que são crônicas, como:

  • Deixar os equipamentos de EPI em ordem para o início da jornada de trabalho. 
  • Ajustar os horários de serviço dos operadores.
  • Planejar uma ordem de inspeção de máquinas que vá de encontro com os horários definidos.
  • Alinhar setores e áreas que se completam na linha de produção. 
  • Definir o que precisa de manutenção e de mais atenção. 

Estes são alguns dos detalhes do que fazer e do que deve ser levado em consideração. 

A partir daí que começa a ser definido todo o seu cronograma. 

E este cronograma tem que ir de acordo direto com o que é visto com a maior urgência. 

Seja ela diária, semanal, mensal, semestral ou anual, o seu checklist deverá contemplar o tempo previsto. 

Pois, com informações reunidas com o tempo, a organização, os ajustes e manutenções já poderão ser previstas com facilidade.  

Transformando assim o ambiente de trabalho com a ajuda dos trabalhadores que passarão a entender melhor o que se trata essa checagem. 

Influenciando e impulsionando um maior rendimento dos setores e da empresa como um todo. 

Com a premissa de que a saúde do funcionário é sempre o mais importante. 

Então, o que não pode faltar na hora de montar uma checklist de segurança do trabalho?

  1. Dados em geral da empresa (nome, data, setor analisado). 
  2. Análise de equipamentos de EPI (estado de conservação, necessidade de manutenção). 
  3. Ordenamento da vistoria de máquinas (algo que vá de acordo com os setores analisados). 
  4. Descrever situações elétricas e sanitárias (extremamente importantes para prevenir acidentes). 
  5.  Avisos em locais específicos e alarmes em dia (ex: fumantes, incêndio e inflamáveis). 
  6. Cumprimento de normas do CIPA
  7. Treinamentos de profissionais e reconhecimento de funções
Exemplos de checklist

Exemplos de Checklists: Lojas, Automóveis, Escritórios

Alguns outros exemplos do uso de checklists que existem são relacionados à lojas, escritórios, supermercados, automóveis, grandes marcas e diversos ramos. 

Essas listas também priorizam uma ordem lógica de acontecimentos. 

Onde tudo o que é feito tem por intenção tornar o ambiente mais organizado. 

Fazendo com que ele renda mais no dia a dia.

Solucionando dores de cabeça que envolvem diretamente a saúde do funcionário, o maior rendimento no serviço e posteriormente a atenção do cliente.

Com a intenção de fazer do preenchimento de checklists um hábito.

Grandes empresas como a Amazon, Gerdau, Farmax e John Deere, fazem o uso de ferramentas voltadas para essa área.

Por isso, cada checklist deve ser planejada de acordo com as necessidades do negócio.

Como já abordamos neste texto sobre levar em consideração as maiores urgências.

Sempre priorizando setores e funções que são mais dependentes de um maior ordenamento.

Por causa disso, grandes empresas e lojas fazem o uso deste tipo de método, pensando em otimizar o tempo e render mais.

Atribuindo ao mesmo tempo, mais segurança para os funcionários e para a produção como um todo.

Por isso, quem está à frente dos concorrentes utiliza checklists para a segurança do trabalho.

Comece a implementar checklists de segurança de trabalho

Comece a implementar checklists de segurança de trabalho

Por todos esses motivos que apresentamos por aqui você deve começar a implementar checklists de segurança do trabalho em sua empresa.

Seja para poder ver o seu negócio mais seguro e organizado como um todo, ou rendendo mais no que diz respeito à produção e os lucros.

Pense no bem dos seus funcionários, tenha como meta o fim dos acidentes trabalhistas e das falhas com máquinas e equipamentos.

Após o planejamento feito, fique sempre atento às mudanças do dia a dia.

Sempre dê prioridade aos funcionários com treinamentos ou conhecimento na área para exercer as funções principais.

E faça avaliações rotineiras para ver se os demais funcionários estão cumprindo com aquilo que foi planejado para poder manter um padrão de qualidade.

Como falamos anteriormente, existem métodos e ferramentas que possibilitam as checagens em ambientes de trabalho, como o Checkbits, que te proporciona uma ferramenta simples e intuitiva, mas que faz muita diferença na operação.

Converse com nossos consultores e veja como o Checkbits pode te ajudar e qual a melhor forma de colocar em prática na sua operação. 

E de quebra contará com o teste gratuito de uma plataforma 100% digital e inovadora, que traz mais dinamismo ao seu trabalho.

E se gostou deste conteúdo, confira nossos outros artigos clicando aqui.

Deixe um comentário