You are currently viewing Gestão de Empresas: 4 passos para evoluir a sua.
  • Reading time:18 mins read

Gestão de Empresas: 4 passos para evoluir a sua.

Gerir bem uma empresa é uma das grandes dificuldades do dia a dia. 

Mas como é possível manter uma boa produtividade com base em sua operação?

Alguns passos devem ser levados em consideração para que ocorra uma evolução do trabalho como um todo.

Por isso listamos 4 passos para que você consiga fazer o seu negócio evoluir.

Isso passa diretamente pela análise e melhoria constante do desempenho geral, que é uma das metas de corporações e empresas.

Alinhados com o uso de alguns métodos e ferramentas que são inovadores.

Por isso, saber se relacionar com o próximo em prol de um só resultado é o que vamos abordar aqui neste artigo. 

Leia até o final para entender quais são os 4 passos para evoluir a gestão de empresas.

Evitar Desperdícios

1. Evitar desperdícios 

A partir de noções básicas gestores começam a alinhar pequenos detalhes. 

E um desses é como evitar os desperdícios

Estes desperdícios podem ser sobre o tempo mal utilizado, capital mal investido ou outros recursos físicos, como o uso de materiais sem necessidade.

Ao identificar as falhas que são corriqueiras, o primeiro passo é voltado para aumentar a produtividade. 

Trabalhar em cima disso tem sido uma missão para as empresas que começam a notar que de pequenos desperdícios se cria uma bola de neve. 

Por isso, com ações diretas e pontuais, alguns setores passam a evoluir e os desperdícios deixam de ser uma dor de cabeça. 

Mas, saiba que todas as decisões só podem ser tomadas se houver uma sincronia entre os gestores e colaboradores. 

E só surtirão efeitos positivos quando todos começarem a praticar aquilo que foi pensado. 

Dessa forma, fica mais fácil economizar energia elétrica, água, papel, telefone, matéria-prima e outros. 

Mas como começar a fazer isso em conjunto para evoluir a produção? 

Listamos aqui algumas iniciativas que podem ser tomadas para ajudar na evolução. 

Independente do ramo de sua empresa, acreditamos que esses tópicos vão te ajudar. 

  • Identificar os seus maiores desperdícios

Assim como abordamos anteriormente, identificar os seus maiores desperdícios resulta em novas ações mais assertivas

Um pequeno exemplo pode ser relacionado a parte elétrica, quando ao sair de uma sala esquecemos as luzes acesas. 

Evitar que as luzes estejam acesas ao final do expediente, consumindo muita energia, já é um primeiro passo para evitar desperdícios. 

Por isso, é importante fazer um estudo sobre as áreas existentes na empresa, o número de funcionários, e onde ocorre o consumo em excesso, além de seus maiores gargalos. 

  • Definição de metas e incentivos para produzir mais

Para evoluir a sua gestão empresarial é importante traçar metas e objetivos para que com o decorrer do tempo o negócio possa evoluir.

E para isso, a economia de recursos é um item fundamental, pois passa diretamente pelas novas definições que são planejadas.

A partir daí, os investimentos são ajustados de acordo com a necessidade real, sem excessos ou falta.

Tendo isso em mente a empresa passa a definir novas metas para os seus funcionários e acaba por produzir mais, em quantidade e qualidade, evitando desperdícios. 

  • Reduzir o uso de papel 

Seja para economizar papel pensando no meio ambiente, ou para organizar tudo em formatos digitais, pensar em reduzir o seu uso é importante para as empresas.

Além de aliviar nos custos, evitar usar o papel também traz mais produtividade para o negócio, com base em processos automatizados e maior organização de documentos.

Abordamos sobre a redução do uso de papel em outros materiais que desenvolvemos para o nosso blog, veja um deles aqui.

  • Adotar utensílios reutilizáveis

Se na empresa existem espaços como refeitórios e cozinhas, uma das dicas é passar a aderir aos utensílios reutilizáveis ao invés dos descartáveis.

Ao fazer isso, a empresa implementa políticas como preservar os seus materiais e sempre se lembrar de cuidar deles.

Aderir ao uso de canecas, pratos e copos próprios também é um ótimo caminho para se seguir. 

  • Realizar treinamentos com funcionários 

Pequenas mudanças podem surtir efeitos interessantes quando o assunto é evitar desperdícios, como a realização de treinamentos com funcionários para mudar hábitos.

Deixe evidente para os colaboradores quais são os seus maiores gastos através de palestras, dessa maneira, o impacto é positivo no ambiente de trabalho. 

Mostre o quanto a empresa pode economizar em energia e água ao aderir a coisas básicas como apagar os interruptores ao sair dos locais e fechar as torneiras direito.

Faça treinamentos básicos e aproveite para colocar placas de identificação em locais específicos. 

  • Controlar o estoque 

Manter os estoques baixos, dentro da quantidade que é necessária para a empresa é essencial para evitar grandes gastos. 

Assim, as mercadorias ou matérias-primas não permanecem durante muito tempo em armazenamento, correndo o risco de não serem utilizadas.

Por este motivo, uma das indicações é ter a quantidade ideal para o uso em seu estoque, a fim de evitar desperdícios.  

Automatização de tarefas

2. Automatização de tarefas

Quando o assunto é evoluir o trabalho coletivo, alguns métodos e operações podem te ajudar. 

Seja no dia a dia em pequenos detalhes, ou a longo prazo em processos mais demorados.

Cada um depende da demanda da empresa e da necessidade de evolução.

Mas, de toda forma, quando falamos em automatizar tarefas, pensamos em uma maior produtividade.

Ou manter uma regularidade do que já é produzido. 

Produtividade essa que se baseia na resolução de tarefas dentro de prazos específicos e na organização de todo o ambiente. 

Evitando assim, repetições desnecessárias que ocupam tempo e não resultam em ações positivas. 

Com isso, aquele trabalho que era feito com longa demora e com base em altos níveis de repetição e cansaço é modificado. 

E para isso, uma ideia interessante é unir a automação com o trabalho humano. 

Com ambos se ajudando e fazendo com que a empresa dê saltos de produtividade. 

Dessa forma, a ajuda no processo é mútua, resultando em uma melhor qualidade de vida do trabalhador e uma produção mais constante com as máquinas. 

Por isso, o uso de máquinas tem ganhado espaço nas empresas do Brasil e do mundo todo. 

Assim, o trabalho ocorre com maior fluidez, evitando os desperdícios citados anteriormente em algumas escalas. 

Além destes motivos, um outro bônus que a automação de processos traz para a produtividade operacional é a redução de custos. 

Baratear um processo é algo que alivia os caixas e traz resultados significativos. 

São motivos como o barateamento do processo, e a entrega dentro de prazos, que você leva em consideração ao estudar a sua produção. 

Assim, você nota quais processos devem permanecer como estão, e quais podem ter o acréscimo de uma máquina para melhorar a produção. 

 Análise de processos

3. Análise de processos

Como falamos sobre os atrasos e adequação aos prazos, é hora de falar sobre os processos e a importância de se analisar o que vem sendo feito.

Quando se analisa processos, algumas brechas são percebidas com maior frequência e consertadas com assertividade.

Em meio a análise se identifica o que precisa ser melhorado nos processos.

Aí fica evidente os pontos específicos nos quais é preciso aprimorar as ações. 

Com base nisso, os empecilhos são solucionados e tudo volta ao controle dos gestores.

Mas até chegar à solução há um grande caminho a ser trilhado. 

E esse movimento pode ser chamado de gargalo de produção, que citamos na primeira parte deste texto e vamos falar um pouco mais sobre. 

O gargalo de produção é um termo criado para identificar problemas que aparecem na produção de uma atividade de uma empresa. 

Parar, observar, concluir e modificar é a regra para alguns casos.

Um exemplo prático é quando você nota que a produção está entregando menos do que o habitual. 

Isso está diretamente ligado ao gargalo e impacta na produção como um todo. 

De onde vem o problema e como ele será solucionado? 

Alguns podem ser os motivos para que uma produção esteja sendo impactada.

Por isso listamos 5 e são eles: 

  • Problemas pessoais dos funcionários.
  • Falta de entrosamento da equipe.
  • Escassez de material. 
  • Ambiente de trabalho inadequado.
  • Excesso de atividades e demandas. 

Ao perceber que esses itens fogem do controle dos gestores é hora de repensar e agir.

Ajustar a sua equipe, trazendo mais entrosamento por meio de treinamentos, é uma das necessidades.

Ver formas de solucionar os problemas pessoais dos funcionários também é um outro caminho.

Para isso, procure profissionais como psicólogos ou médicos do trabalho.

Pense no quanto de material a empresa disponibiliza e procure aumentar. 

Deixe o ambiente de trabalho adequado ao que é produzido, dentro das normas que regem a empresa. 

Identifique onde as demandas e atividades causam mais cansaço ou sobrecarga.

A partir desse mapeamento o gargalo começa a ser resolvido e as coisas tendem a fluir melhor para todos. 

Agora, se os problemas são voltados para a alta produtividade com menor qualidade, pense em como pode existir dificuldades técnicas. 

Seja no manuseio de um maquinário ou na pressa para cumprir metas impostas. 

Pense sempre em como manter o bom relacionamento interno e com os seus clientes. 

Por isso, preze pela qualidade sempre que for possível. 

A partir da análise de processos os gargalos são percebidos, e com isso se resolvem os atrasos e os usos inadequados através da modelagem de processo.

A modelagem de processos te permite descobrir as causas das dificuldades e criar mecanismos para solução. 

Fique atento aos gargalos de produção, isso faz total diferença no dia a dia da produção.

Trabalho remoto

4. Trabalho remoto 

Se você percebe que a sua produção não atende às suas necessidades é preciso repensar.

As vezes isso pode estar diretamente relacionado com os problemas do tópico anterior, ou esteja interligado a forma como é gerido.

E para fazer com que a produtividade operacional possa evoluir, as vezes é necessário fugir do tradicional. 

Por este motivo que uma outra maneira de resolver os problemas da produção pode estar atrelado a forma como se trabalha. 

E o detalhe pode estar na alta demanda e na falta de treinamentos. 

Mas também é capaz que o problema seja voltado ao formato de trabalho.

Por isso, muitas empresas têm se adaptado com formas mais produtivas.

Entre elas está o trabalho híbrido, o rodízio de trabalhadores e o trabalho remoto.

O trabalho remoto, que passou a ser conhecido do grande público durante a pandemia de covid-19, é uma das possibilidades de adaptação para a produção.

É com ele que percebemos que não existe a necessidade de o gestor estar presente nos locais de trabalho.

Mas não estar presente não quer dizer que não exista acompanhamento.

Com o uso de ferramentas para se comunicar, o gestor e os demais funcionários estão em contato direto, mesmo que a distância. 

Isso facilita, por exemplo, a atuação do gestor em mais de uma sede da empresa.

Conseguindo orientar pessoas distintas ao mesmo tempo. 

Esse tipo de trabalho pode ser adaptável a outras funções que não necessitem da presença física na produção. 

Desde que sejam feitos treinamentos específicos com o uso de ferramentas e se preserve o diálogo entre as partes com constância. 

Para se ter uma noção, segundo o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) 8,2 milhões de brasileiros aderiram a esse formato em 2020. 

O que corresponde a 11% da população ocupada na época. 

Números que podem estar relacionados à pandemia, mas que mostram uma tendência para o futuro. 

Tendo isso como base é importante ficar de olho nas diversas modificações do formato de trabalho. 

Confira um pouco mais sobre como incluir o trabalho remoto nas empresas e no varejo clicando aqui.

Atrelar o trabalho remoto ao tradicional tem sido uma bela combinação para evoluir o negócio. 

Para isso, conheça uma ótima alternativa para aprimorar a gestão de sua empresa com base em checklists digitais.

Conheça o Checkbits 

Para modificar a sua produção, conheça a nossa ferramenta de checklists digitais.

O Checkbits é um aplicativo completo que tem por intenção organizar a sua produção, seja ela na indústria, ao fazer inspeções, ou em ambientes corporativos em geral.

Contamos com inúmeras funcionalidades que vão atribuir mais evidências em sua produção e no dia a dia como um todo.

Tire fotos, faça comentários, adicione lembretes, defina datas e funções aos funcionários do seu setor, tudo através do checkbits. 

Fale com nossos consultores para fazer o teste grátis e conhecer ainda mais. 

Confira outros artigos clicando aqui

Obrigado pela leitura!

Deixe um comentário